PROJETOS EM ANDAMENTO

Em novembro de 2003, surgiu a ideia de se formar uma aliança entre setores público e privado para a modernização da Alfândega no Brasil. A aliança então foi lançada na conferência da UNCTAD na cidade do Rio de Janeiro, que forneceu a adequada estrutura internacional para dar legitimidade à iniciativa.

Projeto Descrição
Pesquisa junto ao setor privado de pontos de aprimoramento do setor público nos processos de comércio exterior
O Projeto Mapeamento e Definição dos Atributos tem como objetivo possibilitar a participação do setor privado no levantamento dos atributos dos produtos importados que constarão dos Módulos Catálogo de Produtos, Duimp (Declaração Única de Importação) e LPCO (Licenças, Permissões, Certificados e Outros documentos), no Novo Processo de Importação.
Projeto de desenvolvimento e implantação de um Port Community System nos portos de Santos, Suape, Rio de Janeiro e Itajaí
O Projeto Portos, financiado pelo banco inglês de desenvolvimento Prosperity Fund, é desenvolvido pelo consórcio composto por Palladium, Procomex, USP e Hamburg Port Consulting. O objetivo central do projeto é viabilizar a implantação do Port Community System (PCS) em diferentes portos do Brasil, tendo sido, para tanto, escolhidos os portos de Suape, Santos, Rio de Janeiro e Itajaí. Organizaram-se, para o mapeamento dos processos portuários, os Grupos de Trabalho, a partir da liderança e administração dos Grupos de Governança, responsáveis, dentre outras atividades, pela decisão da forma de governança dos PCS.
A Brazilian Intellectual Property Office for the 21st Century - Prosperity Fund
Consórcio formado pelo Instituto Procomex, Palladium, FGV e USP participou de concorrência e ganhou o projeto "Brazilian Intellectual Property office for the 21st Century”, que é financiado pelo Prosperity Fund, fundo de cooperação do Governo Britânico, e tem como objetivo apoiar o Brasil na melhoria da gestão dos Direitos de Propriedade Intelectual, implementando intervenções que aproximam o Brasil dos padrões e práticas internacionais neste setor. Isso será feito por meio de uma série de ações que visam modernizar os processos e aumentar a eficiência, levando a uma redução no tempo necessário para processar as solicitações, diminuindo as pendências e permitindo um serviço de gerenciamento de propriedade intelectual aprimorado
Cartilha - Orientações para Importação de Vacinas Utilizadas no Combate à Covid-19
Com o objetivo de possibilitar a troca de informações e experiências, para garantir um fluxo logístico de importação de vacinas ininterrupto, o Procomex iniciou no mês de dezembro de 2020, um trabalho com os atores do setor privado; órgãos do Governo, como: Anvisa, Receita Federal, Secex, Anac, Sefaz, SAC; e entidades de classe para buscar as melhores práticas e oportunidades de melhoria para o processo de importação de vacinas.